16/08/2021

QUAIS SÃO OS PRINCIPAIS TIPOS DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL?


Compartilhe:

MANUTENÇÃO PREVENTIVA


Como o próprio nome sugere, a manutenção preventiva tem como objetivo minimizar os riscos de falhas nas máquinas que, geralmente, resultam em longas e não planejadas paradas no fluxo de produção. Do mesmo modo, procura prevenir acidentes de trabalho no chão de fábrica.
Isto é, age de maneira antecipada para evitar a ocorrência de avarias e assegurar o funcionamento seguro e eficiente dos equipamentos. Sendo assim, periodicamente, os técnicos devem executar as seguintes ações:

 

  • limpeza das máquinas;
  • verificação dos drenos;
  • medição da compressão de ar;
  • exame do desgaste das correias;
  • troca de peças que estejam no final da vida útil;
  • fixação de parafusos;
  • outros processos para garantir o funcionamento adequado.


Além de um calendário, também é essencial manter um registro de todas as máquinas. Assim, é possível acompanhar as ações de prevenção.


MANUTENÇÃO PREDITIVA


Outro tipo de manutenção industrial é a preditiva, cujo objetivo é monitorar as condições dos equipamentos. Dessa forma, evita desmontagens desnecessárias, interrupções de emergência e, ainda, otimiza a vida útil dos equipamentos. Para isso, são utilizados tanto aparelhos e instrumentos específicos quanto os sentidos humanos.
Isto é, sempre que o operador constatar algum ruído, vibração ou temperatura anormal da máquina, tem autonomia para iniciar a manutenção, seja por si só (caso tenha conhecimento técnico para isso), seja solicitando os serviços de uma empresa especializada.
O monitoramento também deve ser feito por meio da instalação de sensores e dispositivos para a coleta e análise do funcionamento da linha de produção. Assim, é possível acompanhar diversas condições do maquinário, como elétricas, hidráulicas, mecânicas e pneumáticas.
Toda a estratégia é desenvolvida com base na análise de dados e, por esse motivo, requer certo investimento.


MANUTENÇÃO CORRETIVA


O exemplo mais clássico desse tipo de manutenção industrial é o reparo necessário devido a uma falha inesperada, que pode comprometer a qualidade ou o desempenho do equipamento. Alguns exemplos são: rompimento de correia, quebra de alguma peça, vazamento de óleo, entre outros. A manutenção corretiva pode ser dividida em:

 

  • urgente — quando a máquina apresenta alguma falha e precisa ser consertada imediatamente;
  • programada — ocorre quando o equipamento é danificado, mas sua manutenção não precisa ou não pode ser feita de imediato. Logo, é necessário programar uma data para o reparo;


Em ambos os casos, por se tratar de uma situação inesperada, a parada da máquina prejudica a produtividade da empresa.
Portanto, para evitar que isso aconteça, é fundamental que os outros tipos de manutenção industrial sejam realizados com eficácia. Também é importante estabelecer e seguir um calendário de procedimentos, principalmente com relação às ações preventivas. Afinal, elas garantem a otimização dos processos produtivos, a redução de desperdícios e falhas, o aumento da qualidade dos produtos e da vida útil dos ativos da empresa.